Menu Fechar Menu
Icone Telefone Icone Whatsapp Televendas 62 3092.5700
Voltar

Tratamento contra pressão hidrostática positiva

TRATAMENTO CONTRA PRESSÃO HIDROSTÁTICA POSITIVA (MURO DE ARRIMO)

SOLUÇÃO TÉCNICA:

1. Características do sistema:

Tratamento e impermeabilização contra pressão hidrostática positiva com produtos impermeabilizantes flexível moldado in loco ou pré-moldado e drenagem com manta geotêxtil utilizada com brita (vala de drenagem).

2.Preparação da superfície:
• A superfície deverá estar isenta de pó, areia, desmoldantes, óleo, etc. Executar chapisco de aderência fazendo a mistura de cimento e adesivo acrílico DRYKOLA – Dryko, na consistência fluída no traço de 1:2 (aditivo:água). E deixar curar por 24 horas umedecendo;
• Após cura do chapisco, executar massa impermeável com cimento e areia no traço 1:3 em volume, adicionando impermeabilizante DRYKOVEDA - Dryko na água de amassamento em diluição de 1:10 em volume ou 2 litros para cada saco de cimento e 200 gr de FIBRACON (fibra de polipropileno) para cada saco de 50 kg cimento para evitar trinca por retração hidráulica e deverá possuir espessura de 3cm.

Promover cura por 3dias com água limpa.

2 – Impermeabilização:

Opção 1:
1-
Após 72 horas de cura da massa impermeável de regularização, saturar superfície com água e em seguida aplicar DRYKOTEC – Dryko, no consumo de 3 kg/m² em demãos cruzadas, com intervalo entre as demãos de 4 a 6 horas, dependendo da umidade relativa do ar, e promover cura úmida por um período de 72 horas para melhor desempenho do procedimento de impermeabilização;

2- Após cura do Drykotec, aplicar emulsão asfáltica elastomérica DRYKOL EL – Dryko, diluindo a 1a demão em 10% de água.

Após 24 horas de secagem, aplicar a segunda demão de emulsão asfáltica elastomérica DRYKOL EL – Dryko incorporando a tela de poliéster para reforçar a impermeabilização.

Continuar a sequência de aplicação de demãos de DRYKOL EL – Dryko, aguardando a secagem da anterior para a aplicação da posterior.

Aplicar no mínimo 4  demãos ou até obter o consumo recomendado de 2 kg/m².

Utilizar brocha, trincha ou vassoura de pelo para efetuar a aplicação do produto.

Opção 2:
1-
Após 72 horas de cura da argamassa impermeável, aplicar 1 demão de primer asfáltico PRIKOL (base d'água) e promover a aderência da manta asfáltica poliéster DRYKOMANTA 3mm ou 4mm (dependendo de cada caso), com uso de maçarico e gás GLP, aplicando no piso, e subindo nas paredes ou ultrapassando o limite da projeção do aterro ou vira na parte superior da platibanda; deverá ser obedecido a sobreposição na longitudinal de 10 cm nas emendas.

Fazer proteção mecânica.

EXECUÇÃO DO DRENO:

Recomenda-se abrir uma vala na longitudinal do muro de arrimo nas dimensões de 0,50 x 0,50 metros e revestir com manta geotêxtil.

Em seguida, colocar brita lavada na altura de 0,20 metros, posicionar tubo dreno perfurado de 100 mm e lançar mais brita lavada até cobrir o tubo dreno e em seguida fechar e amarrar, com arame, e lançar aterro para fechamento total.

PRODUTOS RECOMENDADOS E CONSUMOS:

• Aditivo hidrofugante para reboco: DRYKOVEDA: recomendado 2 litros para cada saco de cimento;
• Argamassa polimérica impermeabilizante: DRYKOTEC: recomendado 3 kg/m²;
• Membrana asfáltica moldada in loco: DRYKOLEL: recomendado 3 kg/m²;
• Primer asfáltico base d'água: PRIKOL: recomendado 300 ml/m²;
• Manta asfáltica polietileno 3 mm: VEDAMANTA: recomendado 1,10 m²/m² (10 cm de sobreposição);
• Fibra de polipropileno anti-trinca: FIBRACON: recomendado200 grama para cada saco de 50 kg cimento.